Mark Certo:    Faça seu Web Site   |   Hospede seu Web Site   |   Loja Virtual  |   Automação Comercial  |   Assessoria
 
E-Mail:   Senha:  
 
Ainda não sou cadastrado Esqueci a senha
 
Saiba Mais
Apresentação 100% de Lucro
Fã Clube Terceira Idade
Plantas Tóxicas
A Globalização Humana
Longevidade & Precocidade
Porque Envelhecemos
Receitas & Culinárias
Turismo & Lua-de-Mel
Medicina & Conhecimento
Carteiras e Vacinas
Sonhondo Com Animais
Livro Revelador dos Sonhos
Saúde & Exercícios
Jogos & Esportes Diversos
Alimentação Saudável
Miss Mister Terceira Idade
Viagens & Turismo
Astrologia / Horóscopo
Doenças Humana
Dicas de Relacionamento
Você quer Ter Saúde?
Aposentadoria INSS
TaroAstro Místico Milenar
Apostilas Os Chakras
Homenagens a Pessoas
Curso G P Gestão de Pessoas
Excursão Terceira Idade
JEC Junqueirópolis Esporte Clube
Negocios de Sucesso Online
Aprendendo a Tocar Violão
Artigos Cidades & Eventos
Telefones Úteis / Cidades
Academias & Saúde
Revelando Os Seus Sonhos
Bibliotéca Virtual
Direito ao Transporte
Serviços & Recursos
Agenda / Calendário
Galeria de Imagens
Galeria de Vídeos
Cadastro | Sou Fã
Produtos Promocionais
Fórum
Links Úteis
Notícias & Curiosidades
Parceiros
Fale conosco
 
 
 
 
08/12/2013
O Homem X Mulher
Como Pensar Sobre a Intimidade
saiba +
 
 
Longevidade & Precocidade | Onde Estão Meus Óculos?
Onde Estão Meus Óculos?  
Teste de memória em idosos evidencia que o esquecimento característico na terceira idade nem sempre é sinal de doença Por Daniel Nek/UnB Agência Quem nunca ouviu um idoso se queixar de esquecimento ou de trocar o nome de alguém com quem convive? No dia-a-dia, eles reclamam que não sabem mais onde deixam objetos, esquecem os aniversários e, com freqüência, irritam os filhos porque não se lembram de um recado importante. De acordo com a dissertação de mestrado “A memória dos idosos em tarefas complexas”, realizada pela psicóloga Terezinha de Jesus Van Erven, do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UnB), a situação não é tão grave. Os esquecimentos, apesar de mais freqüentes nesta fase do desenvolvimento da pessoa, não estão necessariamente relacionados a doenças que mereçam preocupação ou tratamento. O trabalho foi publicada na edição de janeiro/abril 2004 da revista Psicologia: Teoria e Pesquisa, um dos mais importantes veículos de divulgação científica da área. DOAÇÃO MOROSA

Grupo Terceira Idade CLICK AQUI para Doar a Quantia que Quiser Através da UOL

 
 
Fã Club Grupo Terceira Idade
Onde o Futuro Acontece

© 2018 - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024px / 768px
Projetado e Desenvolvido:
MARKCERTO - Qualidade Interativa