Mark Certo:    Faça seu Web Site   |   Hospede seu Web Site   |   Loja Virtual  |   Automação Comercial  |   Assessoria
 
E-Mail:   Senha:  
 
Ainda não sou cadastrado Esqueci a senha
 
Saiba Mais
Apresentação 100% de Lucro
Fã Clube Terceira Idade
Plantas Tóxicas
A Globalização Humana
Longevidade & Precocidade
Porque Envelhecemos
Receitas & Culinárias
Turismo & Lua-de-Mel
Medicina & Conhecimento
Carteiras e Vacinas
Sonhondo Com Animais
Livro Revelador dos Sonhos
Saúde & Exercícios
Jogos & Esportes Diversos
Alimentação Saudável
Miss Mister Terceira Idade
Viagens & Turismo
Astrologia / Horóscopo
Doenças Humana
Dicas de Relacionamento
Você quer Ter Saúde?
Aposentadoria INSS
TaroAstro Místico Milenar
Apostilas Os Chakras
Homenagens a Pessoas
Curso G P Gestão de Pessoas
Excursão Terceira Idade
JEC Junqueirópolis Esporte Clube
Negocios de Sucesso Online
Aprendendo a Tocar Violão
Artigos Cidades & Eventos
Telefones Úteis / Cidades
Academias & Saúde
Revelando Os Seus Sonhos
Bibliotéca Virtual
Direito ao Transporte
Serviços & Recursos
Agenda / Calendário
Galeria de Imagens
Galeria de Vídeos
Cadastro | Sou Fã
Produtos Promocionais
Fórum
Links Úteis
Notícias & Curiosidades
Parceiros
Fale conosco
 
 
 
 
08/12/2013
O Homem X Mulher
Como Pensar Sobre a Intimidade
saiba +
 
 
Doenças Humana | Acetaminofeno
Acetaminofeno  
Um exemplo de um intermediário reactivo tóxico, é um metabolito do acetaminofeno, que é muito reactivo e que se liga a nucleófilos tais como a glutationa. Quando a glutationa celular é depletada o metabolito liga-se a macromoléculas celulares, mecanismo pelo qual o acetaminofeno mata as células do fígado. O acetaminofeno é mais tóxico, quando as enzimas do citocromo P450 estão aumentadas, tal como após a exposição ao etanol ou ao fenobarbital, uma vez que estes são responsáveis pela produção de metabolitos tóxicos. A biotransformação dos fármacos pode ter lugar em diversos órgãos: rim, intestino (incluindo a via biliar) e pulmão. O fígado, é o órgão mais importante, devido à sua diversidade enzimática e, tem importância quantitativa resultante da sua massa, retículo endoplasmático e, citosol. As reacções de biotrasformação podem ser: Reacções de fase I- funcionalização (não energéticas, não sintéticas); implicam alteração ou exposição de grupos funcionais; dependem das enzimas microssomais (ex. oxidações, reduções e hidrólises). Reacções de fase II- conjugação (energéticas); formação de conjugados com grupos funcionais expostos; têm lugar na fracção solúvel da célula .
 
 
Fã Club Grupo Terceira Idade
Onde o Futuro Acontece

© 2018 - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024px / 768px
Projetado e Desenvolvido:
MARKCERTO - Qualidade Interativa